top of page

O que é lesão intraepitelial escamosa de baixo grau?

Também conhecida como displasia leve, essa é a forma mais branda de NIC e na maior parte das vezes regride espontaneamente. Por isso, mediante esse resultado, a conduta geralmente é tratar com laser (Cauterização). Na Clínica de Saúde Familiar realizamos a Eletrocauterização de Colo Uterino, clique aqui para saber mais. Ou acompanhar com preventivo (exame Papanicolau) e Colposcopia a cada 6 meses. Na Clínica de Saúde Familiar realizamos Colposcopia, clique aqui para saber mais.

A lesão intraepitelial escamosa de baixo grau (LSIL) é uma doença sexualmente transmissível não cancerosa causada por infecção por um vírus chamado papilomavírus humano (HPV). Esta condição pode afetar mulheres e homens. Além do colo do útero, o LSIL também pode afetar o vagina e vulva. Tanto em mulheres quanto em homens, a LSIL também pode envolver o canal anal e a pele perianal.

LSIL se desenvolve após a especialização células escamosas na superfície do colo do útero são infectados por HPV. As células infectadas apresentam um padrão anormal de desenvolvimento chamado displasia.

O diagnóstico de LSIL geralmente é feito após a remoção de algumas células do cerviz em um procedimento chamado Teste de Papanicolaou ou uma biopsia. O diagnóstico também pode ser feito quando parte ou todo o colo do útero é removido por outro motivo. A amostra de tecido é então enviada para um patologista que a examina ao microscópio.

Lesão Intraepitelial Escamosa de Baixo Grau | NIC I | LIEBG | LSIL | HSIL

bottom of page